Benefícios da dieta mediterrânea para reduzir o colesterol e os triglicerídeos

Nos últimos tempos têm estudado os benefícios da dieta mediterrânea para reduzir colesterole triglicerídeos, além de prevenir doenças cardíacas, já que foi visto por aqueles que fazem esta dieta têm menos risco de sofrer de doenças cardiovasculares. Conheça as causas dos benefícios e propriedades da dieta mediterrânea para manter saudável o sistema cardiovascular.

Dieta mediterrânea e colesterol

Estudos científicos confirmam a relação direta entre uma dieta rica em gorduras saturadas e pobre em fibras e carboidratos complexos, e o aparecimento de doenças cardiovasculares. Em troca de uma dieta rica em hidratos de carbono complexos, fibras e ácidos graxos monoinsaturados, como é a dieta mediterrânica concede benefícios protetores ao sistema cardiovascular, prevenindo doenças cardíacas.


Benefícios da dieta mediterrânea para reduzir o colesterol e os triglicerídeos
O segredo da dieta mediterrânica está nos alimentos que a compõem, tais como



  • Azeite de oliva como principal fonte de gordura da dieta, neste graças aos seus compostos ativos consegue evitar a oxidação das partículas de gordura, reduzindo a formação de colesterol LDL ou mau.


  • Pão e massas: O alto consumo de pão integral e massas feitas com farinha de trigo, permite que a pessoa que os consome ter à sua disposição uma boa fonte de reserva de energia para as atividades diárias, além de serem alimentos de baixo teor de gordura. Este lucro deve-se somar estes alimentos são ricos em ácido fólico, a vitamina a tem um papel muito importante, pois atua diretamente sobre o metabolismo da homocisteina, utilizando-a para a formação de uma substância chamada cisteína. Graças a esta ação do ácido fólico reduz a concentração no sangue de homocisteina, fator que se encontra em concentrações elevadas, favorece a formação de ateromas e trombose.


  • Tomate: É um alimento indispensável na dieta mediterrânea, já que é um alimento com 0% de gorduras saturadas, tem fibra e tem substâncias como o ácido fólico e antioxidantes, tais como licopenos, que protegem o coração.


  • Alho: de Acordo com alguns estudos, o alho reduziria entre 5-10% de concentração de colesterol no sangue. Além disso, inibe a oxidação das moléculas de LDL-colesterol. Outro efeito interessante do alho, é que ajuda a evitar a agregação plaquetária, responsável pelos processos de trombose.


  • Alimentos ricos em fibras: A dieta mediterrânea é uma dieta que se caracteriza por conter uma grande quantidade de frutas, vegetais, legumes e cereais integrais, o que ajuda a reduzir os níveis de triglicerídeos e colesterol, e graças à fibra capta os ácidos graxos, os arrasta e eliminado do corpo. Além de possuir substâncias antioxidantes e ácido fólico.

Tendo em conta estes benefícios, pode-se dizer, como conclusão, que a dieta mediterrânea é uma alternativa válida para reduzir gorduras no sangue e prevenir doenças coronárias, em forma natural. Tanto é assim, que melhora a qualidade de vida presente e futura, ao propiciar uma vida mais plena e saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *