Beber leite enriquecido com ômega 3 descer o colesterol ruim

Informação científica dada a conhecer pela agência EFE e difundida por DNA.é, aponta que o consumo diário de leite enriquecido com ômega 3 ajudaria a reduzir em até 15 por cento dos valores de colesterol ruim ou LDL. Daí que, a partir dos resultados destes estudos é recomendado beber este tipo de leites aditivados com ácidos graxos essenciais para prevenir doenças cardiovasculares, uma das principais complicações da hipercolesterolemia.

Leite Omega 3

Leite Ômega 3 para reduzir o colesterol LDL


Segundo afirmou perante a agência EFE Eduardo López, pesquisador do Departamento de Bioquímica, Biologia Celular e Molecular de Plantas da Estação Experimental do Zaidin, “a redução de 10 por cento do colesterol em um indivíduo de mais de 40 anos, impede em 50 por cento das doenças cardiovasculares.”


Os resultados deste estudo dão conta de que o consumo de dois copos diários de leite enriquecido reduz em 16% o LDL-colesterolna população entre os 25 e os 45 anos e 13 por cento em pessoas entre 45 e 65 anos, enquanto que os níveis de diminuir em 24% no segundo grupo.”


A razão é que este tipo de leite contém a terceira parte de gorduras saturadas que o leite de vaca, e até mesmo menos do que o leite materno, já que altera a mesma para responder às necessidades do adulto. O produto é enriquecido com ácidos graxos ômega 3, ácido oleico do azeite de oliva e EPA-DHA do peixe e vitaminas.


De tal modo, estes leites enriquecidos com Omega 3 são outra das tantas opções de alimentos funcionais, que você pode ter em conta na hora de manter e preservar a sua saúde. Lembra quando você consumir leite, escolha aquelas leites que estejam aditivados com Omega 3. De tal modo, você terá uma forma de baixar o seu colesterol ruim, prevenindo a aterosclerose.


O Ômega 3 engorda?


Já pensou se o Omega 3 engorda? Pois bem, se, além de colesterol alto, você tem problemas de excesso de peso ¡despreocúpate! Te garanto que não só não engorda, mas que, além disso, o consumo de Omega 3 serve para perder peso, já que ajuda a absorver nutrientes, como as vitaminas, importantes para manter o metabolismo ativo.


Outros alimentos com Omega 3


Além do leite enriquecido com Ômega 3, existem outros alimentos ricos em Ômega 3, que você pode incluir em sua dieta para reduzir o colesterol ruim. A seguir, você encontrará mais informações sobre alguns deles.



  • Ovos enriquecidos. Assim como existe leite e outros produtos lácteos enriquecidos com Ômega 3, você pode encontrar ovos adicionados com estes ácidos graxos ou modificados geneticamente, como os ovos azuis de galinha araucana.

  • Sementes de quinoa. Por outro lado, as sementes de quinoa e outras sementes, como as de chia, linhaça e amaranto são naturalmente ricas em ácidos gordos Ómega 3. De lá que você pode incluir em sua dieta para se beneficiar com suas propriedades.

  • Óleo de krill. Por último, o krill é um pequeno crustáceo muito rico em Omega 3. Como outras fontes marinhas de Omega 3 e seu consumo evita o colesterol elevado e de tal modo, se preserva da aterosclerose, protegendo seu coração.

Benefícios da dieta mediterrânea para reduzir o colesterol e os triglicerídeos

Nos últimos tempos têm estudado os benefícios da dieta mediterrânea para reduzir colesterole triglicerídeos, além de prevenir doenças cardíacas, já que foi visto por aqueles que fazem esta dieta têm menos risco de sofrer de doenças cardiovasculares. Conheça as causas dos benefícios e propriedades da dieta mediterrânea para manter saudável o sistema cardiovascular.

Dieta mediterrânea e colesterol

Estudos científicos confirmam a relação direta entre uma dieta rica em gorduras saturadas e pobre em fibras e carboidratos complexos, e o aparecimento de doenças cardiovasculares. Em troca de uma dieta rica em hidratos de carbono complexos, fibras e ácidos graxos monoinsaturados, como é a dieta mediterrânica concede benefícios protetores ao sistema cardiovascular, prevenindo doenças cardíacas.


Benefícios da dieta mediterrânea para reduzir o colesterol e os triglicerídeos
O segredo da dieta mediterrânica está nos alimentos que a compõem, tais como



  • Azeite de oliva como principal fonte de gordura da dieta, neste graças aos seus compostos ativos consegue evitar a oxidação das partículas de gordura, reduzindo a formação de colesterol LDL ou mau.


  • Pão e massas: O alto consumo de pão integral e massas feitas com farinha de trigo, permite que a pessoa que os consome ter à sua disposição uma boa fonte de reserva de energia para as atividades diárias, além de serem alimentos de baixo teor de gordura. Este lucro deve-se somar estes alimentos são ricos em ácido fólico, a vitamina a tem um papel muito importante, pois atua diretamente sobre o metabolismo da homocisteina, utilizando-a para a formação de uma substância chamada cisteína. Graças a esta ação do ácido fólico reduz a concentração no sangue de homocisteina, fator que se encontra em concentrações elevadas, favorece a formação de ateromas e trombose.


  • Tomate: É um alimento indispensável na dieta mediterrânea, já que é um alimento com 0% de gorduras saturadas, tem fibra e tem substâncias como o ácido fólico e antioxidantes, tais como licopenos, que protegem o coração.


  • Alho: de Acordo com alguns estudos, o alho reduziria entre 5-10% de concentração de colesterol no sangue. Além disso, inibe a oxidação das moléculas de LDL-colesterol. Outro efeito interessante do alho, é que ajuda a evitar a agregação plaquetária, responsável pelos processos de trombose.


  • Alimentos ricos em fibras: A dieta mediterrânea é uma dieta que se caracteriza por conter uma grande quantidade de frutas, vegetais, legumes e cereais integrais, o que ajuda a reduzir os níveis de triglicerídeos e colesterol, e graças à fibra capta os ácidos graxos, os arrasta e eliminado do corpo. Além de possuir substâncias antioxidantes e ácido fólico.

Tendo em conta estes benefícios, pode-se dizer, como conclusão, que a dieta mediterrânea é uma alternativa válida para reduzir gorduras no sangue e prevenir doenças coronárias, em forma natural. Tanto é assim, que melhora a qualidade de vida presente e futura, ao propiciar uma vida mais plena e saudável.

Batidos de maçã contra o colesterol alto

Os shakes para o colesterol podem dar excelentes resultados. Geralmente combinam vários ingredientes naturais que são benéficos para reduzir os níveis de colesterol LDL, sejam frutas ou vegetais. Neste caso, neste artigos você vai encontrar duas receitas com maçãs para que escolha a que você mais gosta ou, por que não, para que você experimente as duas.

smoothie verde

Esta receita de smoothie verde se combina a maçã e outros ingredientes benéficos para tratar o colesterol, como a linhaça ou a salsa. Para tirar proveito de suas propriedades não tem mais que seguir a receita e incorporá-lo a seus pequenos-almoços.


Ingredientes



  • Uma maçã verde

  • Um molho de agrião

  • Umas raminhos de salsinha

  • O suco de um limão

  • Uma colher de sopa de sementes de linho ou linhaça moídas

Preparação


Coloque a maçã (de preferência verde), cortada em pedaços dentro do copo do liquidificador. Acrescenta, posteriormente, agrião, salsa, o suco de limão e também a colher de sopa de linhaça. Se o desejar, um pouco de água para aliviar a preparação não virá nada mal para este batido.


Agora você não terá mais que triturar até que fique uma mistura bem homogênea, sem grumos. Consome cada manhã, este batido, que lhe permitirá incorporar fibras de toda a classe e propriedades realmente notáveis, como as que têm para lhe oferecer os vegetais que o compõem. Ótimo para combater o colesterol de forma totalmente natural.


Neste caso, os ingredientes utilizados são maçã, aveia e linhaça. Com esse trio de integrantes, este liquefeito dificilmente possa ser ruim. É assim que vamos compartilhar a receita com vocês.


Ingredientes



  • Uma maçã

  • Duas colheres de sopa de aveia

  • Uma colher de sopa de sementes de linhaça

Preparação


Não existe nenhuma ciência ou prática misteriosa preparado este liquefeito. Você terá que colocar todos os ingredientes (lembre-se tirar o osso da maçã, mas deixa seu escudo) e processados em um misturador.


A forma de consumo é, como de costume nestes casos, em jejum. Nesse momento do dia, o corpo está mais limpa e absorve melhor os primeiros nutrientes. Por isso, este liquefeito de petróleo pode ter um efeito purificador.


Revendo os ingredientes, os três são altamente recomendados para combater o colesterol alto. É que tanto a linhaça como aveia e maçã fornecem boas quantidades de fibras solúveis. Além disso, no caso das sementes de linho, o seu conteúdo de ácidos graxos do tipo Omega 3 e 6 também é importante.

Smoothie verde do manjericão para reduzir o colesterol

Um smoothie verde se encherá de vitalidade, de vitaminas, de minerais e nutrientes de todo tipo. Também se pode oferecer interessantes propriedades para combater o colesterol alto. Esta opção, em particular, mistura de manjericão, coentro e alfafa, entre outras coisas. Você se anima a testá-lo?

manjericão

Em A Baixar o Colesterol sempre são recomendados alguns shakes para que sejam incorporados à dieta diária contra a hipercolesterolemia. Não há que esperar milagres, nem nada pelo estilo. Basta consumi-los como um aditivo a um regime alimentar saudável, repleto de frutas e legumes, com muita atividade física e com poucas gorduras e alimentos de origem animal. Assim, podem ser um ótimo complemento.


Tal é o caso de este smoothie verde do manjericão (entre muitos outros ingredientes), que contém dentro de seus elementos em várias das melhores plantas medicinais, que utiliza a medicina ayurveda para lutar contra o colesterol. Assim, você poderá obter uma mistura mais que saudável, com ingredientes que irão ajudá-lo em vários sentidos e que, além disso, se assentará muito legal. Não deixe de experimentá-lo!


Ingredientes:



  • Meia xícara de brotos de alfafa (pode substituir por grama de trigo)

  • Meia xícara de coentro fresco

  • Meia xícara de manjericão

  • Uma xícara e meia de água fresca

  • Uma colher de chá de cúrcuma

  • Uma colher de sopa de gengibre ralado

Preparação:



  • Lava bem os brotos, o manjericão e o coentro. Coloque no copo do liquidificador, onde incorporarás o gengibre, a cúrcuma e, é claro, água.

  • Processa a mistura até que você tenha um batido homogêneo e sem grumos, já ficando pronto para ser consumido.

Quando devo consumir?



  • Como com a maioria dos shakes, dado o seu efeito depurativo e o estado virgem do corpo na hora de receber nutrientes, o jejum é o momento indicado.

  • Se você for demasiada quantidade, prepara menos ou reserva uma parte para consumir durante a tarde ou antes de deitar.

manjericão


O que me proporciona este batido?



  • O manjericão é um verdadeiro todo-o-terreno na hora de lutar contra o colesterol. Evita a formação de ateromas, é boa para a circulação, ajuda a emulsificar as gorduras, fornece fibras e vitaminas de todos os tipos e cores.

  • A cúrcuma é uma espécie oriental que tem, pelo menos, quatro investigações científicas que avaliam sua eficiência na hora de combater o colesterol alto. É antioxidante, cardio protetora e também evita o acúmulo de gordura nas paredes arteriais.

  • O gengibre é um proverbial elemento para ajudar a que a circulação sanguínea seja a correta. Além disso, é um ótimo depurativo e desintoxicante do organismo.

  • O coentro, por sua vez, ajudá-lo com suas propriedades diuréticas a limpar os rins e a eliminar o excesso de colesterol por via urinária.

  • A alfafa, por último, lhe dará a este batido um toque essencial e necessário na hora de lutar contra o colesterol: um enorme percentagem de fibra, que atinge quase 25 por cento de sua composição.

Carne vermelha, Sim ou não?

Alguns consideram a carne vermelha, como a causa de muitos dos males e doenças da sociedade desenvolvida do século XXI e outros defendem as propriedades benéficas deste alimento, que, certamente, foi um dos primeiros que começou a consumir o ser humano há milhares de anos.

A carne de caça (perdiz, pombo, faisão, corço, javali…), a vaca, a cabra, o boi, o boi (vísceras incluídas), o porco e o borrego (dependendo da idade do animal e da peça em questão) são as principais carnes consideradas vermelhas.

O que contém a carne vermelha?

Ricas em nutrientes e capazes de fornecer ao organismo elevados índices de proteína de alto valor biológico, são, em princípio, carnes saudáveis. Os especialistas concordam que é o seu consumo excessivo, o que pode ser prejudicial.

  • Mioglobina: esta proteína, que se encontra no tecido muscular, é a responsável pela cor característica deste tipo de carne.
  • Proteína completa: aquela que contém todos os aminoácidos essenciais, indispensável para a formação e o bom funcionamento de nossos músculos.
  • Concentrações importantes de ferro (de fácil absorção) e zinco.
  • Vitaminas: especialmente do grupo B: B1, vitamina B3, vitamina B6 e vitamina B12, necessária para o manter em bom estado do sistema nervoso e imunológico.
  • Prurinas: substâncias provenientes do metabolismo da proteína que se transformam em ácido úrico.

 

Claro, as proporções, nesta composição geral, variam de acordo com o tipo concreto de carne e a peça de que se trate (mais ou menos magra). Para te dar uma ideia, um bom bife/ costeleta de vitela traz média, por cada 100 gramas:

    • Quilocalorias: 108 – 197.

 

  • Proteínas: 16 – 22 gramas.
  • Carboidratos: 0 gramas.
  • Gorduras: 1,8 – 2,8 gramas.
  • Ferro: 1,2 – 2,3 mg.
  • Vitamina B12: 1 – 2 mg.
  • Colesterol: 90 – 120 mg

Prós e contras de a carne vermelha

É a composição das diferentes carnes vermelhas , o que faz com que tenha excelentes propriedades nutricionais, mas também um perigo derivado de sua ingestão excessiva em detrimento de outro tipo de alimentos (vegetais).

A proteína que proporciona é fundamental para o desenvolvimento e o bom estado de nossos músculos. A menos que exista algum tipo de contra-indicação médica, a carne vermelha deve fazer parte da alimentação das crianças, em pleno crescimento; as pessoas de idade, com tendência à perda de massa muscular; e aqueles que praticam esportes ou desenvolvem uma atividade física importante.

Também suas vitaminas e minerais, em especial o ferro de fácil absorção, tornam estas carnes vermelhas em ingredientes-chave para evitar problemas de desnutrição, fadiga e anemia, entre outros.

Tomados com moderação, os lipídios, que traz a carne vermelha contribuem para fornecer a energia que o organismo necessita, por isso, não devem ser consideradas, em princípio, prejudiciais. Logicamente, quando existem problemas de excesso de peso ou obesidade (excesso de energia não consumida) essas gorduras não são o melhor aliado.

O principal perigo deste tipo de carne é que muitas dessas gorduras são triglicerídeos e ácidos graxos saturados, os menos saudáveis, pois incidem diretamente no aumento do colesterol no sangue. Diante de doenças cardiovasculares, é preferível suprimir a carne vermelha da dieta e optar por carnes brancas (frango, peru e coelho).

Como incluir a carne vermelha em uma alimentação equilibrada

A menos que haja uma decisão pessoal (dieta vegetariana ou vegana) ou necessidades de saúde, a carne vermelha pode fazer parte de uma alimentação equilibrada. Sempre é preferível escolher carnes magras, aquelas que mantêm todas as propriedades benéficas da carne, mas níveis mínimos de gordura.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que o consumo de carne vermelha não deve ultrapassar os 500 gramas por semana (não mais de 70 gramas por dia). Embora possa parecer mais do que suficiente, não há que esquecer que estes números estão incluídos, também, outros alimentos processados ou enchidos.

 

Entre as recomendações para um consumo saudável de este tipo de alimentos, é importante incluir a maneira de cozinhá-los. É sempre melhor fazê-los grelhados, sem molhos que aumentem a ingestão de gorduras, e acompanhados de guarnições vegetais que proporcionem o equilíbrio necessário, auxiliando a digestão.

 

Smoothie de amora, abacate e limão para baixar o colesterol e os triglicerídeos

Você está procurando bebidas para acompanhar a sua dieta anticolesterol? Então você vai adorar conhecer esta deliciosa e nutritiva receita de milk shake, que combina as propriedades de queima de gordura do limão, abacate e os mirtilos. Não se perca!

batido rosa

Benefícios dos shakes para baixar o colesterol


Como você já deve saber, se você tem colesterol alto, deve prestar especial atenção à sua dieta, tendo em conta a reduzir o consumo de gorduras saturadas, mas, em vez de aumentar a ingestão de fibras e ácidos gordos.


Uma das melhores maneiras que você tem para obter maior quantidade destes nutrientes é através de shakes e sucos de vegetais e frutas, sabia? Os shakes oferecem várias vantagens e benefícios para a saúde:



  • Sua preparação é rápida e simples.

  • Você pode bebê-los a qualquer hora.

  • Ajudam-no a manter-se aquele que acredita ser carente por mais tempo.

  • São ricos em fibras e nutrientes essenciais.

  • Se mantém hidratada.

  • Abaixam os níveis de colesterol no sangue, diminuindo o risco de padecer de doenças do coração e hipertensão arterial.

Quer aprender a preparar um batido delicioso em poucos minutos? Toma nota da seguinte receita.


Como preparar um smoothie de amora, abacate e limão


É uma bebida ideal para começar o dia cheia de energia, fornecendo ao seu corpo nutrientes essenciais, mas, além disso, beneficiando das propriedades curativas do mirtilo, o abacate e limão.


Ingredientes



  • 1 xícara de mirtilos

  • Meio abacate

  • 1 copo de água de coco

  • 2 colheres de sopa de suco de limão recém espremido

  • 3 colheres de sopa de pó de proteína de soro de leite de baunilha

  • Mel ou estévia

  • 4 cubos de gelo

Preparação



  • Em uma jarra de liquidificador coloque os mirtilos e o abacate.

  • Adicione a água de coco e o suco de limão.

  • Processa tudo por 3 minutos.

  • Verifica-se que estão todos os ingredientes resíduos e adoça se o desejar.

Pronto! Já tem um delicioso batido anticolesterol para saborear.


Mas, como pode ajudar a reduzir o colesterol? Preste atenção aos seguintes parágrafos.


Benefícios do shake de amora, abacate e limão para baixar o colesterol


Como te disse anteriormente, a chave para a hora de preparar um batido anticolesterol são os ingredientes que você escolher para fazê-lo, que devem ser baixos em matérias de gordura saturada e calorias, e em troca, ricos em fibras e ácidos gordos essenciais.


Os mirtilos


Essas deliciosas frutas são ricas em antioxidantes e fibra solúvel, que lhe conferem a capacidade de normalizar os marcadores inflamatórios, relacionados com os lípidos e metabolismo das lipoproteínas. Dois fatores determinantes para regularizar os níveis de colesterol LDL e triglicéridos no sangue.


O abacate


É rico em ácidos graxos, ácido fólico e vitamina B6, os quais existe evidência científica que podem ajudar a reduzir o risco de doenças do coração, graças a que agem diretamente sobre o metabolismo das gorduras. Desta forma, o abacate é muito benéfico para baixar o colesterol.


O limão


É uma das frutas que pode oferecer maiores benefícios para a saúde, graças ao seu alto teor de nutrientes. O limão é rico em limoninas e pectinas, dois compostos essenciais para regular o colesterol, colocando em níveis adequados.


batido rosa


Outros shakes e sucos saudáveis para baixar o colesterol


Como te disse anteriormente, os milk-shakes e sucos de frutas são uma excelente forma de manter o colesterol, a raia, e, portanto, de reduzir os riscos de contrair doenças do coração ou acidentes cardiovasculares. Se te faltam ideias para prepará-los, eu recomendo que você dê uma olhada nos que estão listados abaixo.



  • Shake de aveia, nozes e frutas. Você vai encontrar uma receita que você pode preparar em tão pouco tempo, ideal para desfrutar de pequeno-almoço, que te encherá de energia e te ajuda a regular os níveis de colesterol no sangue.

  • Shake de beterraba e frutas vermelhas. Você conhecerá uma receita muito fácil de preparar, que você poderá desfrutar em qualquer momento do dia e que te ajudará a eliminar os depósitos de gordura do sangue, graças às incríveis propriedades curativas de seus ingredientes.

  • Suco de alcachofra. Você descobrirá uma forma natural de manter o colesterol e a hipertensão, graças às grandes propriedades medicinais da planta.

  • Suco de frutas cítricas e sementes de chia. Você vai aprender a preparar esta deliciosa bebida, que, além disso, está carregada de nutrientes essenciais para que seu corpo possa baixar os seus níveis de colesterol.

  • Suco de espinafre. Você vai conhecer todo o potencial medicinal que tem o espinafre para ajudá-lo a reduzir o colesterol e os níveis de triglicéridos no sangue.

Baixa o seu colesterol, eliminando 5 alimentos

Quando você começar um regime para baixar o seu colesterol é importante que você siga duas recomendações. Por um lado, incorpora alimentos bons para a sua dieta e, por outro, exclui aqueles que têm mais gorduras. Para que você possa levar à prática esta última sugestão, nesta nota, você encontrará quais são os 5 alimentos com mais gordura que você deve evitar.


Por que é importante prevenir o colesterol alto?


O colesterol alto é um fator de risco cardiovascular muito importante, já que é silencioso. Apenas amostras indícios de sua malignidade, quando já está causando efeitos indesejáveis sobre a saúde cardiovascular ou sobre outras artérias importantes do corpo.


Por isso, se você noticiado que tem o seu colesterol elevado, você deve seguir algumas sugestões dietéticas. Uma delas é eliminar da dieta os 5 alimentos com mais gordura.


Os 5 alimentos com mais gordura que você deve evitar



  1. Manteiga: a manteiga, por ser um produto de origem animal, contém uma grande percentagem de gorduras saturadas, as quais podem ser muito prejudiciais tanto para o aumento do colesterol, como para a saúde das artérias.

  2. Creme de leite: creme também é um alimento obtido a partir de leite e com o que geralmente se preparar molhos, tanto salgadas como doces. Do total de gordura do creme (7.2 gramas), 4.3 gramas correspondem a gordura saturada. Esta quantidade representa um percentual muito elevado de gorduras, que podem influenciar o seu colesterol ruim ou LDL.

  3. Enchidos ou chacinados: se bem que a categoria de frios é muito ampla, a realidade é que devem ser eliminados ou excluídos da dieta. Se algum dia você quiser comer uma porção desses alimentos deve escolher aqueles que fornecem menos gorduras, como por exemplo, o presunto natural.

  4. Miúdos: os miúdos podem ser muito saborosas, mas têm muita gordura saturada e colesterol. Por isso, se você precisa de ter o seu colesterol, listra, os miúdos devem ser alimentos que você precisa eliminar de sua dieta.

  5. Queijos duros: os queijos, se bem que podem ser permitidos dentro de uma dieta para reduzir o colesterol, devem ser selecionados adequadamente. Por isso, você deve eliminar aqueles que contém um alto teor de gorduras saturadas e colesterol, como são os queijos duros. Por outro lado, esses queijos podem ter um alto teor de sódio, o qual também podem ser prejudiciais no caso de que sufrieras de hipertensão arterial. Se você tem colesterol alto, escolha queijos brancos baixos em gorduras.

Estes alimentos são alguns dos que mais gorduras saturadas têm, por isso você deve evitá-los. Lembre-se, baixa o seu colesterol, eliminando os 5 alimentos.

A Atorvastatina versus lovastatina: uma Análise comparativa

ColesterolQue diferença existe ao tomar Atorvastatina em vez de Lovastatina para baixar colesterol?Enviada por Eduardo

Olá Eduardo: Para poder entender as diferenças que existem entre Atorvastatina vs Lovastatina, é necessário fazer um quadro comparativo no qual se estabeleçam semelhanças e diferenças.


Semelhanças



  • Ambas as moléculas fazem parte da mesma família de estatinas. Estas são um conjunto de medicamentos que agem diminuindo o colesterol no sangue e proteger o sistema cardiovascular. Tanto a Atorvastatina como a Lovastatina agem sobre o organismo, mais precisamente no fígado, inibindo a enzima (substância que intervém em diferentes processos químicos) encarregada de formar o colesterol.

  • Em maior ou menor percentagem ambas as estatinas é estranho por via urinária.

Diferenças



  • Lovastatina é obtido naturalmente a partir de um fungo chamado Aspergillus terrenus, em troca da Atorvastatinaes de origem sintética.

  • Lovastatina a diferença de Atorvastatina é considerada uma estatina profármaco, é dizer que é absorvida e metabolizada mais rapidamente e melhor. Isso é importante para aquelas pessoas que têm problemas de malabsorción.

  • Ao consumir Lovastatina junto com alimentos de absorção aumenta. A Atorvastatina deve ser consumido longe das refeições.

  • Lovastatina penetra no sistema nervoso, a diferença de Atorvastatina que não atravessa a barreira hematopoiética.

  • A Atorvastatina não é excretada pelas vias biliares, em troca Lovastatina sim.

  • A Lovastatinta tem uma ação mais rápida do que a Atorvastatina.

Estas semelhanças e, sobretudo, estas diferenças serão as que tenha em conta o médico na hora de escolher o que estatina indicar. Além disso, seguindo a linha da análise comparativa, é possível estabelecer as vantagens e desvantagens do consumo de estatinas


Benefícios das estatinas



  • Reduzem o colesterol total e LDL ou mau sangue.

  • Diminui a concentração de triglicérides.

  • Reduz o risco de que entopem as arterial.

  • Melhora a circulação do sangue através das artérias.

Desvantagens das estatinas



  • Pode complicar a saúde de pacientes com patologias hepáticas prévias.

  • Não é aconselhável o seu consumo se também se tomam outros medicamentos, como por exemplo: contraceptivos orais, eritromicina (antibiotico) , anti-ácidos para a azia, Varfarina (medicamento para a coagulação), entre outros.

  • Não está comprovada a sua segurança em pacientes grávidas e lactantes.

  • Pode causar efeitos colaterais, como por exemplo: tonturas, vômitos, cansaço muscular, fadiga, problemas respiratórios, etc.

Como conclusão pode-se dizer que a Atorvastatina e a Lovastatina possuem diferenças de origem, a primeira é artificial e a segunda natural. Mas ambas são estatinas, que agem diminuindo as concentrações altas de colesterol no sangue, e cujo consumo pode apresentar algumas vantagens e desvantagens sobre a saúde.

Arroz vegetariano a basca para a dieta baixa em colesterol

Você gosta de arroz em geral e gostaria de experimentar uma receita bem rica e saudável? Então é hora de testar com este arroz à basca para combater o colesterol alto saudavelmente. Simples de preparar, com muitos vegetais frescos e perfeito para qualquer momento do ano.

arroz integral

Comer arroz é sempre uma boa alternativa para qualquer pessoa. Obviamente, se você tomá-lo integral e acompanhado de uma boa ração de vegetais, muito melhor. Este é justamente o caso deste arroz vegetariano à basca, perfeito para quem tem o colesterol alto. E também para qualquer pessoa que queira comer de forma saudável.


Como se prepara um arroz à basca


Ingredientes



  • Dois copos de arroz previamente cozido

  • Uma cebola

  • Um tomate

  • Meio pímiento verde e meio, vermelho

  • Uma clara de ovo

  • Abundante salsinha picada

  • Azeite de oliva

  • Sal e pimenta do reino

Preparação



  • Mistura-se o arroz previamente cozido com a clara de ovo apenas batida. Uma vez que estiver pronto, coloque-o sobre uma assadeira previamente untada com um pouco de azeite de oliva.

  • O passo posterior será o de cortar as rodelas de cebola, o tomate em fatias finas e também as tiras de pimentão. Acomoda estrategicamente os vegetais por cima da base de arroz, pré-aquece o forno em fogo forte, tempera com sal e pimenta e leva ao forno.

  • Agora só tem que esperar 15 minutos ou 20, como muito, para que a preparação tome temperatura e os vegetais cozinhar um pouco. Só tem que servir as porções e salpicar com um pouco de salsa picada para servir.

Variantes



  • Tira o ovo. Pode fazer sem a clara de ovo, sem qualquer problema, repetindo todos os procedimentos de igual forma. Só fica um pouco mais “solto” quando o sirvas.

  • Adicione azeitonas e frutos secos. Uma chuva de azeitonas pretas e verdes cortadas em pedaços e algumas sementes ou algum fruto seco como amêndoas ou nozes, não farão mais do que completar esta receita.

  • Acompanha com peixe. Se quiser, pode ser também uma guarnição. Enquanto é feito, você pode levar ao forno também um pouco de peixe e desfrute de ambos os pratos a par.

Outras receitas com arroz para o colesterol


São muitos os pratos com arroz que você pode colocar em prática na hora de combater o colesterol alto. Para ver qual é a receita que você vai escolher após testar esta que você acaba de conhecer…



  • Com molho de abóbora. A abóbora, com seu toque doce, vai sentir maravilhas ao arroz integral. Atreve-se a experimentar esta deliciosa receita?

  • Na forma de salada china. Cenoura ralada, rebentos de soja e todo tipo de elementos que acabam por configurar a este prato como um importante elemento da cozinha oriental. E um dia-em consequência, é claro.

  • Com base de cenoura. A combinação de arroz integral e cenoura é realmente bom. E, além disso, este prato tem cogumelos, amêndoas e outros vegetais adicionais que vão muito completo.